Religiosidade

Estou lendo um livro fantástico. Na verdade relendo este livro. O nome do livro é a “Hora da Noiva. Sendo preparados para o Noivo –Deus”. A primeira vez que eu o li no ano passado eu fui muito abençoada em suas várias revelações, mas esta minha segunda leitura está sendo muita mais profunda principalmente pelo fato que o tema deste livro está vindo de encontro com sonhos e reflexões, que há algum tempo eu tenho tido e que tenho certeza estão sendo inspiradas pelo Espírito Santo. Não podemos negar: Jesus está voltando, os jornais estão anunciando os prenúncios do retorno do Rei. E quem tem acompanhado o blog tem percebido que está tem sido a principal temática, o que vem de acordo com Apocalipse 22:17 “O Espírito e a Noiva dizem Vem!” É portanto o cumprimento das palavras proféticas liberadas no livro de Apocalipse. Por isso nossas vozes, nossas danças, nossas músicas precisam anunciar a volta do Senhor Jesus, isso faz parte do cumprimento de Apocalipse 22:17 e portanto prelúdio da canção que celebrará as bodas do cordeiro. Mas para isso precisamos buscar a santidade e quebrar a religiosidade em nossas vidas.

Para vivermos este tempo mais do que nunca a santidade deve ver nosso estilo de vida bem como nossas ações no corpo de Cristo devem ser com o intuito de restaurar a noiva, suas vestes e seus muros. A palavra nos conta que o povo foi levado ao cativeiro na Babilônia e que lá viveram por 70 anos. Este tempo de cativeiro foi um tempo determinado por Deus já que o povo havia se tornado idolatra e a maioria de seus reis corrompidos pelas culturas pagas. Deus então permitiu que o povo hebreu, fosse conquistado pelos babilônicos e que Jerusalém fosse destruída, seu templo e suas muralhas.

Muitas vezes o Senhor permite que situações venham não para abalar a nossa fé mas para abalar a nossa religiosidade, para destronar o que tem nos corrompido e nos tirado do centro da vontade Dele. Acredito que foi isto o que aconteceu com os hebreus de Jerusalém. E mesmo nesta situação tão triste de exílio Deus cuidava do seu povo e lhe dava novas instruções: “Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, a todos os exilados que eu deportei de Jerusalém para a Babilônia Edificai casas e habitai nelas; plantai pomares e comei o seu fruto. Tomai esposas e gerai filhos e filhas, tomais esposas para vossos filhos e daí vossas filhas a maridos, para que tenham filhos e filhas; multiplicai-vos aí e não vos diminuais. Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao Senhor; porque na sua paz vós terei paz ( Jr 29 : 4-7 ).

Deus cuida de nós em nossas tribulações e nos dá a promessa e a ordem de reconstruímos um novo tempo mas agora na total dependência de Deus. É interessante mas a ordenança de Deus não foi para que construíssem um novo templo na babilônia mas que reconstruíssem suas vidas pessoais, suas famílias. Precisamos saber o tempo de todas as coisas, muitos freios que o Senhor nos coloca são para repensarmos nossas atitudes de religiosidade que servem a uma instituição religiosa , a igreja , mas não as pessoas que fazem parte do corpo de Cristo, a Noiva. A verdade é que precisamos estar no total centro da vontade de Deus, porque os planos de Deus são dinâmicos e a religiosidade nos aprisiona e nos impede de viver no fluir de Deus.

No final dos 70 anos de cativeiro Deus pediu ao povo que retornasse a Jerusalém e reconstruíssem o templo. Mas muitos ainda se apegavam as primeiras revelações na Babilônia e ao invés de seguir ao novo direcionamento de Deus continuaram a cuidar de suas vidas, suas casas e não da Casa de Deus. A religiosidade daquele povo fez com que em um novo tempo de Deus eles continuassem com as praticas antigas, com a religiosidade que os prendeu no centro de seus próprios interesses. “ Acaso é , tempo de habitardes vos em casas apaineladas enquanto esta casa permanece em ruínas?” (Ageu 1:4). A direção de Deus para que reconstruíssem suas vidas foi valida para o tempo do cativeiro, mas no novo tempo Deus pediu a eles que reconstruíssem a Casa de Deus. A direção dada pelo Senhor em um tempo de nossas vidas não quer dizer que deverá ser seguida em outra situação. A religiosidade tira de nós a dependência de Deus e nos coloca dependentes dos métodos. Achamos que as fórmulas que trouxeram quebrantamento em um culto quando repetidos trarão o mesmo quebrantamento em outro encontro. Precisamos deixar os cânticos velhos e iniciarmos um novo cântico, o cântico da Noiva que anseia pela presença do seu amado.

6 respostas para Religiosidade

  1. Mayara disse:

    Obrigada Iara,

    a palavra é maravilhosa, glorifico a Deus por ter usado de sua vida para falar não só ao meu coração, mas ao coração de cada pessoa que entrar aqui, e o meu agradecimento a você acima foi por ter se deixado ser usada pelo Senhor e compartilhar conosco esta palavra.

    Querida, que Deus abençõe o seu ministério e a sua vida em nome do Senhor Jesus!

  2. Wallan Cristhian disse:

    Este texto é uma realidade que tempos passado nesse tempo: Jesus quer que deixemos toda religiosidade,todo cativeiro e venhamos a sair para andar nos lugares altos que ele tem.Por isso Deus não tem prazer nos que retrocedem,pois aquele que retrocede sempre entrará em um cativeiro e Deus nos chama para a liberdade.
    E quanto ao uso das artes para anunciar a vinda do noivo,creio ser isso uma revelação de Deus para esse tempo,mostrando que em breve Ele virá e,que o templo hoje não é apenas uma Igreja,mas o principal templo,onde o Senhor habita é o nosso coração!
    Deus abençoe a todos!

  3. Amanda disse:

    Nossa Iana…como fui edificada com esse texto…tenho vivido tempos difíceis com relação a igreja…
    mas eh bom saber das promessas do Senhor!!!

    q Deus te abençoe sempre!

  4. juliana flavia cavalcanti santos! disse:

    graça e paz! é muito bom vê o derramar do senhor jesus atraves de sua vida!
    estamos vivendo um tempo onde a igreja do senhor jesus tem sofrido muito, pois muitas das veses me encontrei ferida e desanimada com o corpo de cristo…
    mas glórias a DEUS existe a promessa de vida e de paz!
    e o que prometeu é fiel pra cumprir pois foi o proprio DEUS!
    um grande abraço fica na paz!

  5. Renata(João Monlevade) disse:

    Que benção Iara essa palavra é profunda e Deus tem me despertado não só a mim a meu esposo tbm de nos movermos na direção de Deus para nossa vidas por mais que isso nos doa

  6. Andressa Martiliano disse:

    Essa palavra falou muito ao meu coração…
    Que Deus abençoe sua vida, sua casa, seu ministério e te renove a cada amanhã falando mais e mais ao seu coração!
    Fica na Paz!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: